Posts

Ideal inaugura primeiro microgerador apoiado pelo Fundo Solar

O primeiro microgerador a ser beneficiado pelo Fundo Solar, projeto do Ideal para incentivo financeiro a sistemas fotovoltaicos, será inaugurado na terça-feira, dia 10 de junho, na cidade de Santa Cruz do Sul (RS). Os vinte módulos solares de capacidade total de 4,8 kWp foram instalados em uma clínica médica e irão gerar cerca de 5.900 kWh por ano. Com essa geração, que equivale ao consumo médio anual de duas famílias de quatro pessoas, o local será autossuficiente em energia.

Dos R$ 27 mil investidos, R$ 3,2 mil vieram do Fundo, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal).

A energia de baixo impacto para o meio ambiente, aliada à possibilidade de economia a médio e longo prazo, foram as principais motivações que levaram o proprietário da clínica, Ronei Pappen, a adotar a eletricidade solar. “Minha conta de luz era bastante alta. A fotovoltaica é uma alternativa para reduzir a conta e sem comprometer nada em termos de meio ambiente”, explica o médico.

Pappen soube do Fundo pela própria empresa instaladora. Depois, solicitou os recursos, enviando a documentação prevista nas diretrizes do projeto do Ideal. Ele atendeu aos quesitos e, agora, será o primeiro do país a contar com um equipamento com o apoio do Fundo. “Fico orgulhoso de ser o pioneiro em um projeto que vai estimular muitas pessoas em relação à fotovoltaica”, reforça o médico, para quem o país deveria contar com outros incentivos, como a redução da carga tributária.

O responsável pelo Fundo Solar, Peter Krenz, ressalta os benefícios da instalação em um edifício comercial. “Como é um local frequentado por muitos moradores, aos poucos a população vai perceber as vantagens da eletricidade solar e o interesse em ter seu próprio sistema tende a aumentar”, afirma. Krenz explica ainda que, por meio das informações repassadas pelos solicitantes do projeto, foi possível identificar os desafios do mercado fotovoltaico no país e elaborar soluções junto aos tomadores de decisões.

A cerimônia de inauguração do sistema será realizada no dia 10 de junho, a partir das 16h, em um breve evento para autoridades, convidados e imprensa.

O Fundo Solar é realizado pelo Ideal, em parceria com o Grünel Strom Label (Selo de Eletricidade Verde da Alemanha) e conta com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

O sistema fotovoltaico de Pappen é também o primeiro de Santa Cruz do Sul no projeto 50 Telhados, de iniciativa do Ideal e executado localmente pela empresa Solled. O objetivo do 50 Telhados é instalar 50 sistemas fotovoltaicos de 2kWp ou 100 kWp de potência em até dois anos nas cidades participantes. Atualmente o projeto é executado em 19 municípios brasileiros.

Mais sobre o Fundo

O Fundo é voltado para consumidores residenciais e proprietários de comércio e pequena indústria. Para receber o apoio entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, o sistema precisa ter até 5 kWp e estar conectado à rede. A solicitação deve ser feita antes da instalação e o tempo para a aprovação varia de caso a caso. Os recursos do projeto vêm dos clientes do GSL, na Alemanha.

Outras informações e as diretrizes do projeto na página do Fundo.

Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal
Gabrielle Bittelbrun
[email protected] primeiro microgerador a ser beneficiado pelo Fundo Solar, projeto do Ideal para incentivo financeiro a sistemas fotovoltaicos, será inaugurado na terça-feira, dia 10 de junho, na cidade de Santa Cruz do Sul (RS). Os vinte módulos solares de capacidade total de 4,8 kWp foram instalados em uma clínica médica e irão gerar cerca de 5.900 kWh por ano. Com essa geração, que equivale ao consumo médio anual de duas famílias de quatro pessoas, o local será autossuficiente em energia.

Dos R$ 27 mil investidos, R$ 3,2 mil vieram do Fundo, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal).

A energia de baixo impacto para o meio ambiente, aliada à possibilidade de economia a médio e longo prazo, foram as principais motivações que levaram o proprietário da clínica, Ronei Pappen, a adotar a eletricidade solar. “Minha conta de luz era bastante alta. A fotovoltaica é uma alternativa para reduzir a conta e sem comprometer nada em termos de meio ambiente”, explica o médico.

Pappen soube do Fundo pela própria empresa instaladora. Depois, solicitou os recursos, enviando a documentação prevista nas diretrizes do projeto do Ideal. Ele atendeu aos quesitos e, agora, será o primeiro do país a contar com um equipamento com o apoio do Fundo. “Fico orgulhoso de ser o pioneiro em um projeto que vai estimular muitas pessoas em relação à fotovoltaica”, reforça o médico, para quem o país deveria contar com outros incentivos, como a redução da carga tributária.

O responsável pelo Fundo Solar, Peter Krenz, ressalta os benefícios da instalação em um edifício comercial. “Como é um local frequentado por muitos moradores, aos poucos a população vai perceber as vantagens da eletricidade solar e o interesse em ter seu próprio sistema tende a aumentar”, afirma. Krenz explica ainda que, por meio das informações repassadas pelos solicitantes do projeto, foi possível identificar os desafios do mercado fotovoltaico no país e elaborar soluções junto aos tomadores de decisões.

A cerimônia de inauguração do sistema será realizada no dia 10 de junho, a partir das 16h, em um breve evento para autoridades, convidados e imprensa.

O Fundo Solar é realizado pelo Ideal, em parceria com o Grünel Strom Label (Selo de Eletricidade Verde da Alemanha) e conta com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

O sistema fotovoltaico de Pappen é também o primeiro de Santa Cruz do Sul no projeto 50 Telhados, de iniciativa do Ideal e executado localmente pela empresa Solled. O objetivo do 50 Telhados é instalar 50 sistemas fotovoltaicos de 2kWp ou 100 kWp de potência em até dois anos nas cidades participantes. Atualmente o projeto é executado em 19 municípios brasileiros.

Mais sobre o Fundo

O Fundo é voltado para consumidores residenciais e proprietários de comércio e pequena indústria. Para receber o apoio entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, o sistema precisa ter até 5 kWp e estar conectado à rede. A solicitação deve ser feita antes da instalação e o tempo para a aprovação varia de caso a caso. Os recursos do projeto vêm dos clientes do GSL, na Alemanha.

Outras informações e as diretrizes do projeto na página do Fundo.

Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal
Gabrielle Bittelbrun
[email protected] primeiro microgerador a ser beneficiado pelo Fundo Solar, projeto do Ideal para incentivo financeiro a sistemas fotovoltaicos, será inaugurado na terça-feira, dia 10 de junho, na cidade de Santa Cruz do Sul (RS). Os vinte módulos solares de capacidade total de 4,8 kWp foram instalados em uma clínica médica e irão gerar cerca de 5.900 kWh por ano. Com essa geração, que equivale ao consumo médio anual de duas famílias de quatro pessoas, o local será autossuficiente em energia.

Dos R$ 27 mil investidos, R$ 3,2 mil vieram do Fundo, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal).

A energia de baixo impacto para o meio ambiente, aliada à possibilidade de economia a médio e longo prazo, foram as principais motivações que levaram o proprietário da clínica, Ronei Pappen, a adotar a eletricidade solar. “Minha conta de luz era bastante alta. A fotovoltaica é uma alternativa para reduzir a conta e sem comprometer nada em termos de meio ambiente”, explica o médico.

Pappen soube do Fundo pela própria empresa instaladora. Depois, solicitou os recursos, enviando a documentação prevista nas diretrizes do projeto do Ideal. Ele atendeu aos quesitos e, agora, será o primeiro do país a contar com um equipamento com o apoio do Fundo. “Fico orgulhoso de ser o pioneiro em um projeto que vai estimular muitas pessoas em relação à fotovoltaica”, reforça o médico, para quem o país deveria contar com outros incentivos, como a redução da carga tributária.

O responsável pelo Fundo Solar, Peter Krenz, ressalta os benefícios da instalação em um edifício comercial. “Como é um local frequentado por muitos moradores, aos poucos a população vai perceber as vantagens da eletricidade solar e o interesse em ter seu próprio sistema tende a aumentar”, afirma. Krenz explica ainda que, por meio das informações repassadas pelos solicitantes do projeto, foi possível identificar os desafios do mercado fotovoltaico no país e elaborar soluções junto aos tomadores de decisões.

A cerimônia de inauguração do sistema será realizada no dia 10 de junho, a partir das 16h, em um breve evento para autoridades, convidados e imprensa.

O Fundo Solar é realizado pelo Ideal, em parceria com o Grünel Strom Label (Selo de Eletricidade Verde da Alemanha) e conta com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

O sistema fotovoltaico de Pappen é também o primeiro de Santa Cruz do Sul no projeto 50 Telhados, de iniciativa do Ideal e executado localmente pela empresa Solled. O objetivo do 50 Telhados é instalar 50 sistemas fotovoltaicos de 2kWp ou 100 kWp de potência em até dois anos nas cidades participantes. Atualmente o projeto é executado em 19 municípios brasileiros.

Mais sobre o Fundo

O Fundo é voltado para consumidores residenciais e proprietários de comércio e pequena indústria. Para receber o apoio entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, o sistema precisa ter até 5 kWp e estar conectado à rede. A solicitação deve ser feita antes da instalação e o tempo para a aprovação varia de caso a caso. Os recursos do projeto vêm dos clientes do GSL, na Alemanha.

Outras informações e as diretrizes do projeto na página do Fundo.

Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal
Gabrielle Bittelbrun
[email protected]

Energy Globe Award divulga vencedores de 165 países no dia do meio ambiente

Os vencedores de 165 países do National Energy Globe Award, prêmio austríaco para projetos na área de energias renováveis, serão divulgados no site www.energyglobe.info, no próximo dia 5 de junho, dia mundial do meio ambiente. Entre os projetos ganhadores está o América do Sol, do Instituto Ideal, que conquistou o Energy Globe no Brasil. Energy Globe Award Brasil

Além dos vencedores, serão disponibilizados no site mais de seis mil projetos de sustentabilidade. A campanha recebe o apoio da Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (Unesco) em cooperação com o Programa de Meio Ambiente da ONU (UNEP), e tem como lema “Nós salvamos o planeta agindo, não falando.

A sustentabilidade começa com você”. A intenção é valorizar ideias criativas e mostrar como todo problema tem uma solução, também na área ambiental.

Os ganhadores poderão concorrer à versão internacional do prêmio. O Energy Globe é uma organização não-governamental que trabalha há 30 anos com iniciativas globais para a promoção de boas práticas nas áreas de  energias renováveis e eficiência energética.

Vencedor brasileiro

O projeto América do Sol, que conquistou o Energy Globe no Brasil, surgiu em 2008 e se tornou um dos principais da organização sem fins lucrativos Instituto Ideal (www.institutoideal.org) . O projeto engloba uma série de atividades para promover a eletricidade solar.

Entre as ações estão o site do América do Sol (www.americadosol.org), com diversas informações do setor, o Simulador Solar, que calcula a potência de um sistema fotovoltaico para uma edificação, e o 50 telhados, que tem como objetivo a instalação de pelo menos 50 telhados solares por cidade em, pelo menos, 20 cidades brasileiras.

O certificado do National Energy Globe Award foi entregue pelo Cônsul Comercial da Áustria no Brasil, Ingomar Lochschmidt, da Advantage Austria à gerente de projetos do Instituto Ideal, Paula Scheidt, no dia 13 de maio (Foto: Sônia Vill). A cerimônia fez parte do evento Seminário Energia + Limpa, em Florianópolis-SC.

Outras informações

Gabrielle Bittelbrun
Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal
[email protected] 55 (48) 32341757

Energy Globe, Cornelia Kirchweger , T +43-7617-2090-30
[email protected]

Ideal é vencedor do Energy Globe Award

O Instituto Ideal recebeu nesta terça-feira (13) o National Energy Globe Award Brazil 2014 pelo projeto América do Sol, que tem como foco a disseminação da energia solar fotovoltaica. No total, mais de mil projetos de todo o mundo se inscreveram para competir nas categorias nacionais de 161 países do Prêmio Energy Globe Award.

A cerimônia foi realizada durante o Seminário Energia + Limpa, evento promovido pelo Ideal e pela UFSC, em Florianópolis-SC. Na ocasião, o Cônsul Comercial da Áustria no Brasil, Ingomar Lochschmidt, da Advantage Austria (Agência de Promoção do Comércio Exterior da República da Áustria), entregou o certificado à gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt Manoel, responsável pelo América do Sol.

“O Prêmio Energy Globe surgiu em 1999 pelo austríaco Wolfgang Neumann e honra projetos de melhores práticas em sustentabilidade ambiental de todas as partes do mundo”, afirmou o Cônsul. “Orgulhamo-nos, como país, do nosso sucesso em indústrias sustentáveis, tecnologias verdes e um meio ambiente que serve de padrão para muitas partes do mundo. O apoio de Advantage Austria ao Prêmio Energy Globe dá continuidade a esta tradição de sustentabilidade tão central para a Áustria, bem como para os milhões de turistas que visitam nosso país a cada ano”, acrescentou.

O projeto América do Sol, que surgiu em 2008, se tornou um dos principais da organização sem fins lucrativos Instituto Ideal e engloba uma série de ações na área de eletricidade solar. O site América do Sol (www.americadosol.org) concentra diversas informações sobre como adotar a fotovoltaica, além de esclarecer sobre normas da área.

No portal, também estão ferramentas como o Mapa de fornecedores, que facilita a localização de empresas do setor e conta com mais de 300 cadastradas, e o Simulador Solar, que permite o cálculo de potência de um sistema fotovoltaico a ser instalado. Desde o lançamento do Simulador, em março de 2013, foram registradas cerca de 25,6 mil simulações, comprovando o interesse dos brasileiros nesse tipo de energia.

América do Sol também envolve a produção e distribuição de cartilhas gratuitas inéditas sobre a fonte renovável. Outra ação do projeto é o 50 telhados, que te, como objetivo a instalação de pelo menos 50 telhados solares em cada cidade participante, com o apoio de empresas instaladoras.

Para Paula Scheidt Manoel, responsável pelo projeto do Ideal, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho que a instituição e seus parceiros vêm desenvolvendo em prol da fotovoltaica. “O América do Sol só chegou aonde chegou porque contamos com o envolvimento de muitas pessoas e de diferentes instituições, que colaboraram fortemente para a consolidação do projeto. Por isso, ele é um exemplo de como as parcerias são importantes para alcançarmos nossos objetivos”, afirmou.

América do Sol é um projeto inédito no Brasil e é realizado com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW, e do Grupo Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em seus diferentes sub-projetos, teve ainda o apoio de instituições como Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação Brasileira de Energia Solar (ABENS) e Grüner Strom Label (GSL), parceiro no Fundo Solar.

O projeto e os premiados dos outros 160 países serão apresentados pelo Energy Globe no dia Mundial do Meio Ambiente nas Nações Unidas (5 de junho). A partir desta data, estarão abertas as inscrições para novos projetos que concorrerão ao Energy Globe Award 2015.

Mais detalhes e inscrições:  http://www.energyglobe.info/.

Outras informações

Gabrielle Bittelbrun
Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal (48) 32341757

Energy Globe, Cornelia Kirchweger , T +43-7617-2090-30 [email protected]

Advantage Austria São Paulo, T +55-11-30449944 [email protected]O Instituto Ideal recebeu nesta terça-feira (13) o National Energy Globe Award Brazil 2014 pelo projeto América do Sol, que tem como foco a disseminação da energia solar fotovoltaica. No total, mais de mil projetos de todo o mundo se inscreveram para competir nas categorias nacionais de 161 países do Prêmio Energy Globe Award.

A cerimônia foi realizada durante o Seminário Energia + Limpa, evento promovido pelo Ideal e pela UFSC, em Florianópolis-SC. Na ocasião, o Cônsul Comercial da Áustria no Brasil, Ingomar Lochschmidt, da Advantage Austria (Agência de Promoção do Comércio Exterior da República da Áustria), entregou o certificado à gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt Manoel, responsável pelo América do Sol.

“O Prêmio Energy Globe surgiu em 1999 pelo austríaco Wolfgang Neumann e honra projetos de melhores práticas em sustentabilidade ambiental de todas as partes do mundo”, afirmou o Cônsul. “Orgulhamo-nos, como país, do nosso sucesso em indústrias sustentáveis, tecnologias verdes e um meio ambiente que serve de padrão para muitas partes do mundo. O apoio de Advantage Austria ao Prêmio Energy Globe dá continuidade a esta tradição de sustentabilidade tão central para a Áustria, bem como para os milhões de turistas que visitam nosso país a cada ano”, acrescentou.

O projeto América do Sol, que surgiu em 2008, se tornou um dos principais da organização sem fins lucrativos Instituto Ideal e engloba uma série de ações na área de eletricidade solar. O site América do Sol (www.americadosol.org) concentra diversas informações sobre como adotar a fotovoltaica, além de esclarecer sobre normas da área.

No portal, também estão ferramentas como o Mapa de fornecedores, que facilita a localização de empresas do setor e conta com mais de 300 cadastradas, e o Simulador Solar, que permite o cálculo de potência de um sistema fotovoltaico a ser instalado. Desde o lançamento do Simulador, em março de 2013, foram registradas cerca de 25,6 mil simulações, comprovando o interesse dos brasileiros nesse tipo de energia.

América do Sol também envolve a produção e distribuição de cartilhas gratuitas inéditas sobre a fonte renovável. Outra ação do projeto é o 50 telhados, que te, como objetivo a instalação de pelo menos 50 telhados solares em cada cidade participante, com o apoio de empresas instaladoras.

Para Paula Scheidt Manoel, responsável pelo projeto do Ideal, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho que a instituição e seus parceiros vêm desenvolvendo em prol da fotovoltaica. “O América do Sol só chegou aonde chegou porque contamos com o envolvimento de muitas pessoas e de diferentes instituições, que colaboraram fortemente para a consolidação do projeto. Por isso, ele é um exemplo de como as parcerias são importantes para alcançarmos nossos objetivos”, afirmou.

América do Sol é um projeto inédito no Brasil e é realizado com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW, e do Grupo Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em seus diferentes sub-projetos, teve ainda o apoio de instituições como Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação Brasileira de Energia Solar (ABENS) e Grüner Strom Label (GSL), parceiro no Fundo Solar.

O projeto e os premiados dos outros 160 países serão apresentados pelo Energy Globe no dia Mundial do Meio Ambiente nas Nações Unidas (5 de junho). A partir desta data, estarão abertas as inscrições para novos projetos que concorrerão ao Energy Globe Award 2015.

Mais detalhes e inscrições:  http://www.energyglobe.info/.

Outras informações

Gabrielle Bittelbrun
Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal (48) 32341757

Energy Globe, Cornelia Kirchweger , T +43-7617-2090-30 [email protected]

Advantage Austria São Paulo, T +55-11-30449944 [email protected]O Instituto Ideal recebeu nesta terça-feira (13) o National Energy Globe Award Brazil 2014 pelo projeto América do Sol, que tem como foco a disseminação da energia solar fotovoltaica. No total, mais de mil projetos de todo o mundo se inscreveram para competir nas categorias nacionais de 161 países do Prêmio Energy Globe Award.

A cerimônia foi realizada durante o Seminário Energia + Limpa, evento promovido pelo Ideal e pela UFSC, em Florianópolis-SC. Na ocasião, o Cônsul Comercial da Áustria no Brasil, Ingomar Lochschmidt, da Advantage Austria (Agência de Promoção do Comércio Exterior da República da Áustria), entregou o certificado à gerente de projetos do Ideal, Paula Scheidt Manoel, responsável pelo América do Sol.

“O Prêmio Energy Globe surgiu em 1999 pelo austríaco Wolfgang Neumann e honra projetos de melhores práticas em sustentabilidade ambiental de todas as partes do mundo”, afirmou o Cônsul. “Orgulhamo-nos, como país, do nosso sucesso em indústrias sustentáveis, tecnologias verdes e um meio ambiente que serve de padrão para muitas partes do mundo. O apoio de Advantage Austria ao Prêmio Energy Globe dá continuidade a esta tradição de sustentabilidade tão central para a Áustria, bem como para os milhões de turistas que visitam nosso país a cada ano”, acrescentou.

O projeto América do Sol, que surgiu em 2008, se tornou um dos principais da organização sem fins lucrativos Instituto Ideal e engloba uma série de ações na área de eletricidade solar. O site América do Sol (www.americadosol.org) concentra diversas informações sobre como adotar a fotovoltaica, além de esclarecer sobre normas da área.

No portal, também estão ferramentas como o Mapa de fornecedores, que facilita a localização de empresas do setor e conta com mais de 300 cadastradas, e o Simulador Solar, que permite o cálculo de potência de um sistema fotovoltaico a ser instalado. Desde o lançamento do Simulador, em março de 2013, foram registradas cerca de 25,6 mil simulações, comprovando o interesse dos brasileiros nesse tipo de energia.

América do Sol também envolve a produção e distribuição de cartilhas gratuitas inéditas sobre a fonte renovável. Outra ação do projeto é o 50 telhados, que te, como objetivo a instalação de pelo menos 50 telhados solares em cada cidade participante, com o apoio de empresas instaladoras.

Para Paula Scheidt Manoel, responsável pelo projeto do Ideal, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho que a instituição e seus parceiros vêm desenvolvendo em prol da fotovoltaica. “O América do Sol só chegou aonde chegou porque contamos com o envolvimento de muitas pessoas e de diferentes instituições, que colaboraram fortemente para a consolidação do projeto. Por isso, ele é um exemplo de como as parcerias são importantes para alcançarmos nossos objetivos”, afirmou.

América do Sol é um projeto inédito no Brasil e é realizado com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW, e do Grupo Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em seus diferentes sub-projetos, teve ainda o apoio de instituições como Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação Brasileira de Energia Solar (ABENS) e Grüner Strom Label (GSL), parceiro no Fundo Solar.

O projeto e os premiados dos outros 160 países serão apresentados pelo Energy Globe no dia Mundial do Meio Ambiente nas Nações Unidas (5 de junho). A partir desta data, estarão abertas as inscrições para novos projetos que concorrerão ao Energy Globe Award 2015.

Mais detalhes e inscrições:  http://www.energyglobe.info/.

Outras informações

Gabrielle Bittelbrun
Assessoria de Comunicação – Instituto Ideal (48) 32341757

Energy Globe, Cornelia Kirchweger , T +43-7617-2090-30 [email protected]

Advantage Austria São Paulo, T +55-11-30449944 [email protected]