Capacidade instalada por países. Fonte: REN 21/2014

A Europa ainda é referência mundial quando se fala de capacidade instalada. De acordo com relatório da Associação de Indústrias Fotovoltaicas Europeias (EPIA, na sigla em inglês), a região contava com 81,3 GW instalados no final de 2013, representando 59% da capacidade fotovoltaica (FV) acumulada no mundo.

Mesmo assim, o desenvolvimento no setor caiu no território europeu, em uma comparação com os anos anteriores. Os 10,4 GW instalados em 2013 representam metade do índice de 2011.

A procura por energia FV reduziu em muitos países da região em função das políticas públicas e dos impostos, decepcionando investidores. O mercado alemão, por exemplo, caiu do primeiro para o quarto lugar mundial, com o crescimento de 3,3 GW depois de três anos registrando crescimento em torno de 7,6 GW, de acordo com o Relatório Estado Global das Renováveis 2014, produzido pela REN 21. De qualquer maneira, a geração de energia FV continua crescendo, com a Alemanha seguindo à frente desse mercado.

Com a instalação de pelo menos 1,5 GW em 2013, o Reino Unido emerge como a região com o mercado mais fortalecido para projetos de larga escala, atraindo investimentos de toda a Europa. Outros líderes do mercado europeu no ano foram Itália (com 1,5 GW), seguida por Romênia (1,1GW) e Grécia (1GW). Mesmo se mantendo entre os líderes, a Itália registrou queda de mercado, o que também ocorreu na Bélgica, Dinamarca e França.

Mas essa fonte renovável tem atendido a uma fatia significativa da demanda, alcançando cerca de 7,8% da demanda de eletricidade anual na Itália; 6% na Grécia e 5% na Alemanha.

Atualizado em dezembro de 2014.