Transformar a América Latina no continente da energia solar é o principal objetivo do Programa América do Sol, uma iniciativa do Instituto para o Desenvolvimento das Energias Alternativas na América Latina (IDEAL) com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e do KfW banco de fomento alemão, e do Grupo Fotovoltaica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

As ações do programa América do Sol, iniciado em 2010, consistem na disseminação de informação por materiais educativos e promoção de eventos, entre outros meios; no estímulo de discussões para criar condições gerais que contemplem a energia solar e no incentivo a iniciativas de uso de painéis fotovoltaicos (FV) integrados aos edifícios, por meio dos projetos Estádios Solares e Telhados Solares.

Em 2010, foi lançado o portal online de conhecimento – www.americadosol.org – seguido por outras ferramentas de divulgação gratuitas, tais como cartilhas impressas e digitais (2011 e 2013) e um vídeo em animação (2011). O Programa incluiu ainda apoio a estudos técnicos para empresas privadas e governos, como os de viabilidade técnica para todos os estádios da Copa do Mundo de 2014, e a participação na consulta pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para a criação do Sistema de Compensação de Energia (net metering), que culminou na publicação da resolução normativa 482/2012.

O Simulador Solar, lançado em 2013, é uma ferramenta online inovadora resultante do Programa. Ele permite a qualquer consumidor calcular um sistema FV conectado à rede para atender a demanda energética de sua edificação, seja casa ou empresa (www.americadosol.org/simulador). Pelo Simulador, o usuário também pode acessar um cadastro online das empresas que atuam no mercado brasileiro (http://www.americadosol.org/fornecedores/), que já reúne mais de 900 cadastros.

Outras duas iniciativas importantes dentro do âmbito do Programa foram as criações do Selo Solar e do Fundo Solar. O primeiro é uma certificação concedida para empresas, instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consomem um valor mínimo anual de eletricidade vinda de fonte solar, lançado em parceria com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Já a segunda, é fruto de uma parceria com a alemã Grüner Strom Label (GSL), que oferece apoio financeiro para instalar microgeradores FV com uma potência de até 5 kW. Também integra o América do Sol, o projeto 50 telhados, executado em 25 cidades brasileiras por empresas do setor FV que foram responsáveis pela instalação de pelo menos 50 telhados FV (ou 100 kWp de potência) em cada município, até o final de 2015.

As atividades do Programa ainda incluem orientação geral sobre o uso da geração FV com atendimento telefônico, digital ou participação em eventos.  Em 2014, o Programa recebeu o Energy Globe Award Brazil, prêmio austríaco para projetos na área de energias renováveis entregue em 165 países (www.energyglobe.info), e foi firmada uma parceria com a Organização Latino Americana de Energia (OLADE).

Com tais ações, o Instituto Ideal e seus parceiros esperam contribuir para que, num futuro próximo, a energia solar FV conectada à rede seja amplamente conhecida e utilizada no Brasil e e em toda a América Latina.

Saiba mais sobre o Instituto Ideal

IDEAL

O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL) é uma organização sem fins lucrativos criada em 2007 com o propósito de fomentar as energias renováveis junto aos governos, aos parlamentos, no meio acadêmico e empresarial, possibilitando a criação de uma política de integração e desenvolvimento regional que contemple as energias alternativas na matriz energética dos países latino-americanos. A diretoria executiva é composta por: Mauro Passos(presidente) e pelos professores Ricardo Rüther e João Tavares Pinho.

Desde sua criação, o Instituto IDEAL tem participado e realizado eventos relacionados ao tema, além de ter realizado uma série de parcerias a fim de atingir o seu objetivo. Entre as principais estão: parceria comDeutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), KfW Bankengruppe, o Parlamento do Mercosul, Centro de Formación para la Integración Regional (CEFIR), Organización Latinoamericana de Energía (OLADE), Grupo Fotovoltaica UFSC e a Oficina Regional de Ciencia para América Latina y el Caribe da Unesco.

Mais informações em www.institutoideal.org

Saiba mais sobre a GIZ

giz

O comprovado conhecimento das regiões em que atua, a grande competência técnica e a extensa experiência prática em gestão são a essência dos serviços oferecidos pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. Na condição de empresa do governo federal alemão, a GIZ oferece aos seus clientes soluções eficazes para a consecução de seus objetivos na cooperação internacional para desenvolvimento sustentável.

A GIZ leva em consideração os aspectos políticos, econômicos, sociais e ambientais ao fornecer nossos serviços para o desenvolvimento sustentável garantindo que sejam orientados conforme a demanda, feitos sob medida e eficazes. A GIZ trabalha de forma holística e baseados em sólidos valores para realizar mudanças juntamente com os seus parceiros, os quais apoia nas esferas local, regional, nacional e internacional na solução de problemas estratégicos e no alcance de seus objetivos políticos.

Mais informações em www.giz.de

Saiba mais sobre o KfW

Banco de Fomento da República Federal da Alemanha, o KfW tem a Federação Alemã e os estados alemães como sócios. Com cerca de 60 representações em todo o mundo, no Brasil, o KfW atua no âmbito da Cooperação Oficial Brasil-Alemanha que, desde 2007, tem as energias renováveis e a eficiência energética como um dos enfoques. O KfW apóia os parceiros no desenvolvimento e implementação de programas com financiamento de longo prazo a taxas subsidiadas. Atualmente, a proteção do clima global é um dos principais focos de atuação do banco, que desembolsou quase 20 bilhões de euros em projetos de combate às mudanças climáticas na Alemanha e no exterior em 2009, o que o torna o maior banco investidor nesta área no mundo.
Mais informações em www.kfw.de

Saiba mais sobre o Grupo Fotovoltaica UFSC

grupo fotovoltaica ufscO Grupo de Pesquisa Estratégica em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina – FOTOVOLTAICA-UFSC, ou FV-UFSC – desenvolve estudos nas diversas áreas de aplicação da energia solar no Brasil, com foco principal em sistemas fotovoltaicos integrados ao entorno construído e interligados à rede elétrica pública, os chamados Edifícios Solares Fotovoltaicos.

Os Edifícios Solares Fotovoltaicos integram à sua fachada e/ou cobertura módulos solares que geram, de forma descentralizada e junto ao ponto de consumo, energia elétrica pela conversão direta da luz do sol e servem ao mesmo tempo como material de revestimento destas fachadas e coberturas. Sistemas deste tipo injetam na rede elétrica pública qualquer excedente de energia gerado e, por outro lado, utilizam a rede elétrica como backup quando a quantidade de energia gerada não é suficiente para atender a instalação consumidora. Nas próximas décadas, milhares de habitantes de centros urbanos em todo o mundo irão utilizar esta que é uma das mais elegantes formas de geração de energia elétrica: os telhados e as fachadas solares dos Edifícios Solares Fotovoltaicos.

Mais informações em http://fotovoltaica.ufsc.br/ 

Expediente

Projeto Editorial e Conteúdo
Paula Scheidt e Andressa Braun

Design e Programação

Andrezza Nascimento e InCuca Tecnologia

Ilustrações
Carol Rivello e AP303

Imagens

Os créditos são identificados individualmente junto a cada imagem.
Principais fontes: Instituto Ideal, Soninha Vil, Grupo Fotovoltaica UFSC e Banco de imagens gratuitas do SXC – Robert Michie, Auro Queiroz, Nick Bradsworth, Cris Watk e Nicholas Sales
As imagens da página inicial fazem parte do vídeo institucional sobre o programa, produzido por Todd Southgate.

Simulador Solar e Mapa de Fornecedores
Coordenação de criação – Paula Scheidt
Concepção: Paula Scheidt e Ramses Bermudez
Programação – Ramses Bermudez
Revisão técnica: Alexandre Montenegro, Dr. Johannes Kissel, Peter Krenz, Dr. Ricardo Rüther e Grupo Fotovoltaica UFSC

Imprensa
Se você é jornalista e quer ajuda no preparo de uma pauta sobre energia solar fotovoltaica, entre em contato com nossa assessora de comunicação – Andressa Braun:
E: comunicacao@institutoideal.org
T: 48 3234-1757
Acesse o Press Release sobre o Programa América do Sol – Energia fotovoltaica, você sabe o que isto realmente significa?

Fontes Bibliográficas
CGEE. Estudo prospectivo para Energia FotovoltaicaBrasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. 2008.
REVISTA PHOTON. São Francisco: Photon USA Corp. fev/2010.
REN21. Renewables Global Status Report (Paris: REN21 Secretariat).
Rüther, Ricardo. Edifícios solares fotovoltaicos: O potencial da geração solar fotovoltaica integrada a edificações urbanas e interligada à rede elétrica pública no Brasil. Florianópolis: LABSOLAR, 2004