O aumento da temperatura global, resultante das emissões de gases do efeito estufa na atmosfera, já começa a provocar alterações no clima trazendo prejuízos sociais, ambientais e econômicos. “O aquecimento do sistema climático é inequívoco, como está agora evidente nas observações do aumento das temperaturas médias globais do ar e do oceano, do derretimento generalizado da neve e do gelo e da elevação do nível global médio do mar”, declararam os cientistas no quarto Relatório de Avaliação do IPCC, publicado em 2007.

Entre as consequências do aquecimento global previstas pelos 2,5 mil cientistas do Painel Intergovernamental de Mudanças do Clima (IPCC – Intergovernamental Pannel on Climate Change) estão: aumento na frequência e intensidade de fenômenos climáticos extremos como fortes chuvas, tornados e secas, aumento no nível dos oceanos e desaparecimento das calotas polares.

Os cientistas do IPCC afirmam que “muito provavelmente” a causa do problema é o excesso de gases do efeito estufa, como dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), lançados pelas atividades humanas na atmosfera desde 1750 e que, agora, ultrapassam “em muito” os valores pré-industriais. A principal origem destas emissões está na queima de combustíveis fósseis, como carvão e petróleo, que são usados para produzir energia.

A gravidade dessas consequências dependerá da capacidade da humanidade de controlar as emissões a partir de medidas de mitigação, tais como a substituição do uso de fontes fósseis de energia por renováveis.

Existem hoje diversas opções energéticas mais limpas como a obtida a partir do vento (eólica), do sol (solar), das ondas e da biomassa. Cientistas e especialistas ambientais não param de repetir que o uso de energias renováveis é uma das principais maneiras de minimizar as mudanças climáticas.

Por isso, ao optar pela geração solar fotovoltaica, o consumidor contribui também para a mitigação das mudanças climáticas, um problema global que depende também dos hábitos de consumo de todos os cidadãos.

 

Ilustração Clima e energia

Ilustração: Carol Rivello